Design italiano anos 80/ Memphis

 14 de fevereiro de 2009

Ettore Sottsass/ Carlton Bookcase/ 1980

O grupo Memphis foi fundado em 1980 em Milão, Itália, por Ettore Sottsass junto com Barbara Radice, Michele De Lucchi, Marco Zanini, Martine Bedin, etc. Mais tarde Natalie Pasquier e George Sowden juntaram-se ao designers do grupo. Memphis possui como precursor direto o Studio Alchimia, do qual Ettore fez parte. Este grupo enfatizava o design do objeto banal (transformar lixo em ouro) sendo um dos primeiros a fazer design pós-moderno.

A grande herança de Memphis pode ser creditada aos movimentos de vanguarda italianos Radical Design e Anti-Design. Eles contestavam o funcionalismo e o racionalismo do estilo moderno internacional, valorizando a expressão criativa individual e a diferenciação cultural. Ambos criaram os fundamentos teóricos para o futuro movimento pós-moderno.

O grupo Memphis criticava a evolução da forma dos objetos apenas em relação a sua “funcionalidade” (ignorando suas outras funções como a estética e a simbólica). Acreditando que o consumo é também a busca por identidade, seus designers criaram objetos provocativos, anti-funcionais, excêntricos, ornamentais (muitos o comparam ao Arts & Crafts), com uso de cores fortes, plásticos laminados e estampados. Memphis queria provocar “caos semântico”. Com humor, energia e vitalidade, criou um novo vocabulário para o design.

Sobre

Deixe um comentário

Erro! Este email é inválido.