Design com bambu e folhas secas

A exposição “Design Brasileiro Hoje: Fronteiras“, que está acontecendo no MAM (Parque do Ibirapuera, portão 3), com curadoria de Adélia Borges, e vai até dia 28 de junho, tem muita coisa bacana para se ver. Destacamos dois trabalhos interessantes, ambos feitos com materiais vindos direto da natureza.

Um deles é o cabide de Bambu, de autoria de Takeshi Sumi. Com uma forma limpa e delicada, o cabide é composto por duas peças que são conectadas por encaixe, não havendo a necessidade da utilização de nenhum outro elemento de fixação das peças. Este cabide foi premiado no 22º Prêmio de Design do Museu da Casa Brasileira, em primeiro lugar na categoria de Utensílios.

Outro é o convite de divulgação do workshop “Designing Naturally”, de Fred Gelli. O suporte são folhas secas caídas das árvores que recebem inscrições por meio de corte a laser, o que evita o uso de tintas e garante riqueza de detalhes. Após o uso, os delicados convites podem ser jogados fora sem agredir o meio ambiente.

Visitas valem a pena e devem ser feitas de terça a domingo, das 10 às 17:30h. O preço da entrada é R$5,00. Estudantes pagam metade.

Sobre

Deixe um comentário

Erro! Este email é inválido.